quinta-feira, 12 de março de 2009

CDS x CDO: uma regressão espúria...

Achei interessante uma matéria da revista Wired. (Link aqui) . A matéria trata da história do Dr. X. Li, um chinês que nos anos 90 inventou uma maneira de precificar os CDOs (Collateralized Debt Obligations) através do preços do CDS (Credit Default Swaps). Para quem não sabe, CDOs são instrumentos financeiros do tipo ABS (asset-backed securities) cujo valor e pagamentos são derivados de um portfolio de ativos subjacentes (usualmente renda fixa). Um tipo bastante discutido hoje são CDOs de hipotecas norte-americanas.

O interessante é notar que provalvemente o grande erro de previsão do Dr Li pode ser resumido numa explicação econométrica bastante simples: trata-se de uma grande regressão espúria. O preço dos CDS e CDOs provalvemente não cointegram, conforme ele previa.

Agora o mais interessante seria ver qual foi o impacto da utilização dessa metodologia, em especial no quant funds, em meio a crise atual. Alguém tem informações a respeito?

8 comentários:

Anpequiano disse...

Vou fazer ANPEC esse ano e estou estudando bastante para obter uma boa classificação (pretendo ficar top 30). Caso eu consiga esse objetivo, vou fazer ou EPGE ou Puc. Eis que surge a minha dúvida: Vocês, como estudantes da Puc, não acham que o padrão do dep. de economia da universidade está caindo? O quadro de professor está muito enxuto. Não há mais as celebridades e referências em macro que davam aula no passado. Enquanto isso, o dep. da EPGE está farto de professores com diversas linhas de pesquisa. Ou seja, vocês não acham que a Puc decaiu relativamente à EPGE nos últimos anos?

Estou enganado?
O que levou vocês a escolherem a universidade? (por favor, não deem respostas do tipo "tanto faz qual você escolher, pois as 2 são excelentes", pq com certeza a escolha do centro escolhido muda uma vida pra sempre.)

grande abraço!
Anpequiano

Theo disse...

Caro Anpequiano,

Concordo que relativamente a EPGE a PUC talvez tenha decaido. Explicacao: nos anos 90, se vc ficasse entre os melhores da Anpec nao tinha nem o que pensar, era PUC na certa. Hoje isso ja nao eh tao claro.

De qualquer forma, o depto não deixa nada a desejar. Se o número de professores é baixo, em especial de macro, é porque talvez macro tenha decaído em número de pesquisadores mesmo. Vamos lá, quem são as "celebridades" (como vc mesmo diz) da EPGE?

De resto, o depto é enxuto mas atende plenamente as necessidades. Todas aulas que tive são de excelenete nível. Os professores aqui realmente gostam do que estão fazendo e os cursos são extremamente puxados.

De resto, a minha decisão foi racional. Pensando no momento de saída do mestrado vc tem basicamente 2 opções: (i) PhD (ii) Trabalhar em bancos. Nos dois casos, sem qualquer dúvida, a PUC têm se saído melhor que a EPGE. No caso de PhD vc pode verificar os resultados na página do depto. Se quiser referências de mercado de trabalho, melhor falar com alguém de dentro. Mas repito: nos dois quesitos a PUC está melhor. Eu só faria EPGE se tivesse certeza que queria estudar economia matemática ou algo do tipo... boa sorte na anpec!

Guilherme Lichand disse...

tenho um comentário para fazer, mas para confirmar ou refutar minha interpretação preciso de mais dados... será que você pode postar um gráfico dos movimentos CDOs vs. CDSs para que a gente possa ter uma idéia do timing dos movimentos?

Anônimo disse...

"Concordo que relativamente a EPGE a PUC talvez tenha decaido. Explicacao: nos anos 90, se vc ficasse entre os melhores da Anpec nao tinha nem o que pensar, era PUC na certa. Hoje isso ja nao eh tao claro."

Isso nao era verdade no comeco dos anos 90, disso eu tenho certeza.

Lindóia disse...

Conheço um cara que passou entre os 30 primeiros na ANPEC enquanto trabalhava. É o caso de alguém aqui, ou todos tinham CR>9 e se dedicaram exclusivamente à prova?

alemdascurvas.com disse...

Boa pergunta, Lindóia!

Também me faço essa pergunta: mortais comuns e que não tinham 100% do tempo livre também conseguiram entrar nas top 3?

Guilherme Lichand disse...

acho que todos, pelo menos a partir de julho, dedicaram-se exclusivamente à prova. Eu sei que eu e o Rafael trabalhamos até o meio do ano, o resto do pessoal eu não tenho certeza... mas aí vai também da base de cada um, do quanto você se dedicou durante a sua graduação... e se você considera a USP top 3, aí sim conheço alguns que passaram mesmo trabalhando até outubro.

Lindóia disse...

É, meio tenso msm..
E o Mestrado em Economia Matemática do IMPA? Como ele é em termos de aplicação pro mercado (trabalhar em bancos) ou ir para um phd la fora? Sabem de alguma coisa? Só sei do Werlang...