sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Barack

Mantendo meu nicho de posts-polêmica, hoje vou falar mal do Obama. O Lula americano vem sendo um fracasso. De Guantánamo a Aquecimento Global, de Reforma do Sistema de Saúde a Reforma do Sistema Financeiro, Obaminha Paz e Amor é muito bom nos discursos mas não consegue pôr nada em prática.

Brincadeiras de lado, acho que a declaração de Sean Wilentz, historiador de Princeton, hoje no valor resume meu sentimento a respeito do fenômeno Obama:
"Muitos eleitores de Obama tinham uma visão ingênua da política e realmente achavam que tudo seria diferente com sua chegada à Casa Branca"
Em outras palavras, mexer no queijo dos outros é sempre difícil... Mas, apesar da visão ingênua, esses eleitores não são bobos e percebem a falta de resultados: na mesma reportagem, aprendemos que a popularidade do Obama já caiu 15% desde fevereiro.

4 comentários:

Anônimo disse...

Eu vou ser chato (de novo) e discordar... Eh muito cedo para julgar ainda. Tambem urge nao avaliar politicas isoladamente.

Por exemplo, a politica externa para a America Latina parecia confusa e indecisa, mas nesse fim de semana, vai haver eleicoes em Honduras e todo o bloco anti-americano na AL acabou com torta na cara.

"O"

Rafael M disse...

hehehe, verdade... Mas nesse caso eu acho mais incompetência do bloco anti-americano do que competência americana.

Anônimo disse...

Falando em polemica, chamar o Obama de Lula americano eh o fim da picada. Nao faz sentido em termos de visao do mundo. Nao faz sentido em termos de estilo de retorica. Nao faz sentido sob dimensao alguma.

Eu acho que existe um argumento bem facil de se fazer sobre os paralelos entre Lula e Bush: anti-intelectualismo, culto a personalidade por seus seguidores, desinteresse por detalhes de politica, alcoolismo, falta de dominio da lingua patria, preferencia por politicas pro-business ao inves de pro-mercado, politica fiscal irresponsavel etc

Rafael M disse...

Faz sentido em termos de discurso descolado de execução/realidade.