domingo, 14 de setembro de 2008

Programa de Estatística do Concurso do IPEA


Destaques:

- Regressão SIMPLES; múltipla não precisa saber;
- EXPECTÂNCIA; achei que isso era coisa de quem fez graduação na PUC-RJ! ahaha
- Violações do Modelo Clássico de Regressão Linear?
- Variáveis Instrumentais?
- Máxima Verossimilhança?
- GMM?
- Séries de tempo?
- Dados em painel?
- Modelos de escolha discreta?
- Modelos com dados limitados?

14 comentários:

Theo disse...

Conforme comentei no post anterior: o edital é viesado. Se o nível de exigência em econometria é baixo, é porque talvez a banca examinadora não saiba do que está perguntando. Ou acha que sabe (mas sabe pouco, MUITO pouco...).

ouvi uma frase que resume bem o concurso do Ipea: é concurso heterodoxo, com salário de ortodoxo.

Depois falam que é preconceito, que a economia tem de ser plural, etc..

Rafael disse...

E leitura e interpretação de gráficos e tabelas?
E cálculo com porcentagens?
E frações (inclusive frações mistas)?
E regra de três?

Bernard Herskovic disse...

Com "noções de inferência" e "correlação" não precisamos de mais nada.

Tiago Caruso disse...

o conteúdo do concurso não é heterodoxo ou ortodoxo. É fraco. É uma ofensa aos heterodoxos taxá-lo assim.

Se esse concurso for realizado, o ipea como instituto de pesquisa econômica acabou. Não existe pesquisa econômica aplicada sem econometria. Podem até vir a fazer pesquisa estratégia ou pesquisa em qualquer outra coisa, em economia não será.

Tiago Caruso disse...

Expectância é uma péssima tradução empregada num livro obscuro, adotado na PUC. Esperança realmente é muito melhor. Pelo visto eles só copiam a parte ruim da gente.

Raphael Ornellas disse...

Triste... deve cair até questão de "Exército Industrial de Reserva".

Bernard Herskovic disse...

Como eu disse no comentário do post anterior, não cai muita coisa de Marx... infelizmente.

Marcio Firmo disse...

Galera, também estou revoltado.

Será que há alguma possibilidade de o concurso ser anulado? Que tal entrarmos com liminares e essas paradas escrotas até que o Pochmann caia?

Abs

Guilherme Lichand disse...

quando levantei os diversos temas que notei ausentes do edital do concurso, esqueci de explicitar que não acho que esses temas deveriam estar incluídos por razões de purismo ou formalismo. Avaliar políticas públicas é um enorme desafio empírico. A inexistência de experimentos controlados é patente nesse contexto, muito mais do que outros, e questões de seleção de amostra, dados limitados e endogeneidade são recorrentes na busca pela identificação do efeito das variáveis de interesse sobre as variáveis de resultado.
É em função disso que conhecer bem as técnicas econométricas deveria ser pré-requisito fundamental para a atividade de um pesquisador do IPEA.

Amigos de faculdades heterodoxas reagiram com raiva a esse post, advogando que Economia é muito mais do que matematização e Econometria. Não tenho dúvida de estão corretos; mas como se faz pesquisa aplicada sem isso?

Anônimo disse...

Prezados, vcs estão fazendo tempestade em copo d´água. Estou no IPEA desde 2004 (último concurso). A prova de econometria avaliou muito mal. A maior nota foi 6.5. E não lembro de ter ouvido que alguém era da PUC. Relaxem. Se a prova é mais fácil, passem. Ninguém é obrigado a usar econometria para produzir boas análise, mas quanto mais houver melhor, na minha opinião. Passem e terão esta vantagem comparativa.

Boa sorte!

Tiago Caruso disse...

Prezado anônimo,

torço para que você tenha razão. Que estejamos fazendo tempestade em copo d'água. Mas embora esse post tenha se concentrado na ausência de economtreia, também foram cortados substancialmente os conteúdos de teoria microeconômica e teoria macroeconômica em relação a prova que você passou.

Coloco de novo o link do edital de 2004.
http://www.servidor.gov.br/concursos/arquivos_down/editais_2004/edital_ipea_2004.pdf

De qualquer forma obrigado pelas informações.

lucas disse...

Regressão Simples pode colocar o intercepto?

Anônimo disse...

Opa! Desculpem-me se eu estiver errado, mas esse programa aí que vocês colocaram parece o de "conhecimentos básicos" para, por exemplo, o meu cargo, que é Analista de Sistemas. Não tem nada a ver com pesquisador. Pelo menos a figurinha está exatamente igual ao do meu edital.

Tiago Caruso disse...

O programa de estatística é o mesmo para todo mundo. Nas provas específicas para pesquisador não há nada de estatística.
abs